sábado, 4 de outubro de 2008

Os Homens Que Odeiam as Mulheres


Um dos vários livros que li durante o periodo em que estive afastado do blog, foi "Os Homens Que Odeiam Mulheres", de Stieg Larsson, pertencente à trilogia "Millenium"
O livro, tem um pouco mais de 400 páginas e li-o em 2 dias.
A história, evidentemente não é nenhuma obra-prima e até podia estar um pouco mais desenvolvida em certos aspectos, mas no geral consegue prender o leitor e criar um clima, não digo de suspense, mas de dúvida e curiosidade.
Larsson, pega em vários temas "quentes" da actualidade, como a alta finança, as novas tecnologias, a ética jornalística e mistura tudo numa demanda em busca de alguém que desapareceu há 40 anos e de quem ninguém sabe o que lhe aconteceu.
Junta igualmente o "lado negro" dos homens, o sadismo e o desrespeito por outros seres humanos.
No conjunto é um livro que prende o leitor (a mim pelo menos) do princípio ao fim.
Recomendo, é uma boa leitura para quem quer passar um bom pedaço de tempo a ler, sem ter de puxar muito pela cabeça.

Sinopse

"O jornalista de economia MIKAEL BLOMKVIST precisa de uma pausa. Acabou de ser julgado por difamação ao financeiro HANS-ERIK WENNERSTÖM e condenado a três meses de prisão. Decide afastar-se temporariamente das suas funções na revista Millennium. Na mesma altura, é encarregado de uma missão invulgar. HENRIK VANGER, em tempos um dos mais importantes industriais da Suécia, quer que Mikael Blomkvist escreva a história da família Vanger. Mas é óbvio que a história da família é apenas uma capa para a verdadeira missão de Blomkvist: descobrir o que aconteceu à sobrinha-neta de Vanger, que desapareceu sem deixar rasto há quase quarenta anos. Algo que Henrik Vanger nunca pôde esquecer. Blomkvist aceita a missão com relutância e recorre à ajuda da jovem LISBETH SALANDER. Uma rapariga complicada, com tatuagens e piercings, mas também uma hacker de excepção. Juntos, Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander mergulham no passado profundo da família Vanger e encontram uma história mais sombria e sangrenta do que jamais poderiam imaginar."


1 comentário:

Maldonado disse...

Já ouvi falar desse livro há algum tempo (foi na RTP 2, salvo erro no Câmara clara), tanto que ando com vontade de comprá-lo.
De facto parece ser empolgante, pela sinopse. Mesmo sendo policial, deve ter um toque tipicamente escandinavo... ;)