domingo, 7 de dezembro de 2008

A Morte de Ivan Ilitch - Lev Tolstoi


Terminei de ler este pequeno livro em tamanho mas grande em qualidade que é A Morte de Ivan Ilitch do grande escritor Russo Lev Tolstoi.
Tolstoi com esta pequena história, muito directa, simples e sem rodeios, traz-nos a temática da morte e a forma como a aceitamos ou não e a sua implicação perante tudo, desde quem morre às pessoas que as rodeiam e que com ela (morte), poderão beneficiar ou não e as implicações que isso traz para o resto das suas vidas.
Ivan Ilitch, juiz que sempre teve uma vida "boa" e sem problemas, apesar do seu relacionamento conturbado com a sua esposa, adoece e começa lentamente a afundar-se nesse estado que vai aumentando lentamente de dia para dia, começando inicialmente por interferir com o normal desempenho da sua vida profissional e pessoal, e aumentado até culminar com a sua morte.
No periodo em que ele já se encontra em casa e impossibilitado de sair da mesma devido à doença, Ivan Ilitch faz uma regressão e análise profunda do que foi a sua vida e o significado da mesma, todas as suas acções, boas ou más, o seu casamento, a relação nada fácil com a esposa, os filhos, etc..
Este livro está considerado como um dos melhores da literatura mundial, gostei bastante de o ler, pequeno mas com uma escrita muito directa, por vezes crua que nos faz pensar "como será a nossa vez?" e "qual será realmente o nosso sentido de vida?".
Li a edição Booket da Dom Quixote, que para além de ser acessível à bolsa traz um prefácio de António Lobo Antunes, em que ele diz: "(…) não há sentimento que nele não figure, não há emoção que não esteja presente. Tudo o que somos se acha em poucas páginas, escrito de uma forma magistral".
Esta frase resume todo o livro.
Espero que gostem.

4 comentários:

tonsdeazul disse...

Sim este livro de Tolstoi é muito bom.
Se ainda não leste, lê também "A sonata a Kreutzer".

Livros em 2ª Mão disse...

Nunca este livro tinha-me chamado a atenção... mas, agora, ao let o teu post, fiquei com vontade/curiosidade! Será colocado na lista de futuras aquisições.

Figo disse...

Nunca tinha interesse por está obra... pois não sou tão familiarizado com Russos, mas depois de suas palavras sobre este livro, fiquei realmente interessado em ler!

CatarinaGarcia disse...

Eu adorei este livro.
Acabei de o ler há pouco.
Vale mesmo muito a pena.