sábado, 9 de abril de 2011

Karl Marx Biografia - Francis Wheen


Practicamente desde o início do ano que não posto nada aqui no blog, isso deveu-se a várias razões, desde à minha vida profissional que sofreu uma mudança, a outras de âmbito pessoal, mas a maior razão de todas elas foi pura e simplesmente a preguiça e a falta de vontade para fazer as "reviews" dos livros que li durante este periodo de ausência (que já vão em 28, quase 29).
Mas hoje decidi acabar com esse periodo de preguiça mental e voltar a fazer as "reviews" e a dar as minhas opiniões sobre os livros que leio.
O livro que trago para este regresso, é uma biografia sobre Karl Marx, do jornalista Britânico Francis Wheen.
Karl Marx é sempre um nome que nos traz à memória coisas más, regimes opressivos, a ex U.R.S.S., a repressão que foi feita em nome das suas teorias, os gulags, perseguições políticas, "Guerra Fria", etc..
Tudo isto de facto aconteceu debaixo do "Marxismo", mas será que este "Marxismo" foi de facto o que Karl Marx criou, descreveu e lutou durante toda a sua vida?
Francis Wheen, jornalista Britânico, que trabalhou em vários jornais e revistas de referencia ingleses e também na BBC, vem com esta biografia mostrar-nos o lado mais humano e real de Karl Marx e desmistificar muito do que se diz ou se pensa sobre Karl Marx.
Karl Marx nascido na Alemanha numa família de pequena burguesia e de ascendencia judia, desde muito cedo se revelou uma pessoa com uma inteligencia muito acima da média, mas também com um temperamento muito peculiar. Na sua juventude e apesar de ir contra a vontade dos pais começa a estudar filosofia, particularmente a de Hegel que muito contribuiu para a construção dos seus ideais e filosofia, estudando nas Universidades de Bona, Colónia e Berlim. Nestas cidades Marx dedicava-se igualmente à boémia, percorrendo os cafés e tabernas e as tertúlias onde começou a interessar-se pela política.
A partir daqui toda a sua vida começa a ser dominada pela política e pela "luta de classes", escreve em vários jornais, é perseguido e obrigado a fugir para vários países da Europa até que se estabelece de vez na Inglaterra onde viverá a maior parte da sua vida e onde serão escritas as suas obras mais importantes incluindo a sua obra-prima "O Capital".
Mas como atrás disse esta biografia mostra-nos também o lado humano de Marx, a sua vida íntima, o seu amor incondicional à sua esposa "Jenny", aos seus filhos que morreram quase todos antes dele, a sua vida de miséria e provações, as suas lutas com os seus inimigos e a sua amizade de uma vida com Engels.
Nesta biografia outra coisa que se vê é que Marx apesar de sempre lutar contra as desigualdades, nunca deixou de cultivar uma vida de pequeno burguês, chegando a passar dificuldades e a contrair enormes dívidas para sustentar essa imagem para ele e para a sua família, o que contradiz de todo a imagem de "revolucionário" que se criou à volta de Karl Marx.
Gostei muito de ler esta biografia, é bastante fácil de se ler, não entra em "dissertações filosóficas ou políticas", apenas mostra Marx como uma pessoa igual a todas as outras com as suas lutas, alegrias e angústias.

1 comentário:

miGuel pesTana disse...

ola.

Tenho curiosidade em ler sobre Karl Marx.

Esse livro é da editorial Presença?

silenciosquefalam.blogspot.com